expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

.

.

quinta-feira, janeiro 12, 2017

Por não aceitar homossexualidade do filho, mãe admite ter assassinado o adolescente


A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (11) uma mulher suspeita de matar e queimar o corpo do próprio filho, em Cravinhos (SP). Ela fez tudo com a ajuda do companheiro, que é padrasto da vítima. O casal confessou o crime, ocorrido em 29 de dezembro, segundo a Folha de S. Paulo.

A mãe foi identificada como Tatiana Lozano Pereira, de 33 anos. Em depoimento à polícia, ainda segundo a Folha, ela enforcou o filho, Itaberli Lozano, de 17 anos, e depois esfaqueou o menino no pescoço. O marido dela, Alex Canteli Pereira, levou o corpo até um matagal, onde ateou fogo.

A mãe alegou que o adolescente usava drogas e tinha a ameaçado de morte. Mas segundo informações do G1, o tio do jovem morto, Dario Rosa, disse que Tatiana não aceitava que o filho fosse homossexual.

“A relação deles tinha eventuais brigas. Ele era um rapaz que trabalhava, era educado, era um menino, mas estava na fase de trabalhador. Meu sobrinho falou que a mãe dele brigava muito com ele e já não estava contente na casa dele e por isso pegou as coisas dele e foi morar na minha casa”, explica o tio, segundo o G1.

“A mãe dele não aceitava [a homossexualidade] e a gente já desconfiava dela porque ela não quis prestar queixa. Eu acho que uma mãe tem que cuidar do filho e não fazer o que ela fez”, completa Dario.


Sobre o depoimento da mãe do jovem à Polícia Civil, que disse que o menino era usuário de drogas, o tio rebateu.

jairsampaio

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Opine com responsabilidade sem usar o anonimato usando a Liberdade de Expressão assegurado pelo artigo 5º da Constituição Federal.

Liberdade de expressão é o direito de todo e qualquer indivíduo de manifestar seu pensamento, opinião, atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sem censura, como assegurado pelo artigo 5º da Constituição Federal.


Postagens populares

DOCUMENTAÇÂO PARA ENCAMINHA SALARIO MATERNIDADE OU AUXILIO DOENÇA

DOCUMENTAÇÂO PARA ENCAMINHA SALARIO
MATERNIDADE OU AUXILIO DOENÇA

-. Certidão de Nascimento ou Casamento;
-. CPF, Identidade, Carteira Profissional e Titulo Eleitoral;
-. Prontuário Familiar;
-. Requerimento de Matricula dos Filhos, se tiver;
-. Ficha de Emergência, se tiver;
-. No caso de auxilio doença Atestado Médico.
-.No caso de Salário Maternidade Declaração de
Nascido Vivo e Certidão de Nascimento.
-. Carteira do Sindicato, se tiver, não tendo será
necessário fazer; para fazer a inscrição no sindicato,
trazer 2 fotos 3 x 4 e os documentos citados
-. Guia de Contribuição Sindical; se tiver;
-. Incra Atual da terra onde trabalha;
-. Contrato de Parceria ou Comodato Rural;
-. Declaração do Proprietário;
-. No Mínimo um documento contemporâneo
que prove ser agricultor(a)
-. Declaração de 3(Três) confrontantes da terra
onde trabalha e copia ITR de cada um deles

OBS: 02 Xérox de Cada Documento