Páginas

segunda-feira, abril 27, 2015

BLOG COLUNISTA NOSSO PARANA RN

Riacho de Santana/RN: Policiamento ganha reconhecimento da População


No Comando do Policiamento de Riacho Santana/RN há mais de 7 anos, o Sargento Rosano, juntamente com os demais policiais, vem desenvolvendo um trabalho preventivo e eficaz, ganhando o reconhecimento da população santanense.


“Estamos devolvendo em forma de trabalho a atenção e o reconhecimento que a população santanense vem nos ofertando”. Explicou o Sargento.

De acordo com o Sargento Rosano, o apoio moral e logístico oferecido pelo poder executivo municipal, tanto na gestão anterior do ex-prefeito Raimundinho, como na atual do Prefeito Jessé, tem sido de fundamental importância para uma melhor prestação de serviço de segurança pública no município.

Ainda de acordo com o Sargento, o comando do 7º Batalhão de Polícia Militar sediado em Pau dos Ferros/RN, tem emanado diretrizes no sentido de coibir roubos na área comercial e correios em toda circunscrição do Batalhão, bem como apoio operacional, sendo determinantes no planejamento e execução das ações diárias de policiamento ostensivo.

PLANTÃO O COBRA NO AR : VIA SENTINELAS DO APODI

CURRAIS NOVOS: PM APREENDE 2,5 Kg DE MACONHA E PRENDE CASAL APÓS PERSEGUIÇÃO E TIROS




Por volta das 00h15 de hoje (26) informações chegadas ao COPOM, através do 190, davam conta que um veículo Astra da cor prata com placas de Parnamirim havia sido tomado de assalto e estava seguindo pela BR-226 sentido Currais Novos. Rapidamente uma barreira foi montada com duas guarnições do GTO e minutos depois o veículo suspeito apareceu, foi dada a ordem de parada, porém o motorista acelerou e por pouco não atropelou os policiais. Começou uma perseguição e alguns disparos foram efetuados para tentar conter o veículo que foi parado e abordado próximo a antiga Cercel, num local sem saída.
Durante a perseguição a jovem ISABELE SANZIA SOUZA DA SILVA DE 19 ANOS, natural aqui de Currais Novos jogou para fora do veículo uma bolsa contendo 2,5 quilos de maconha prensada. O motorista do veículo, namorado de Isabele, MÁRCIO CLEITON DA SILVA DE 22 ANOS, natural de Currais Novos disse na delegacia que uma pessoa o procurou para transportar a droga de Parnamirim para Currais Novos, entregaria a uma pessoa, que alega não conhecer, próximo a Ponte do Paizinho Maria e receberia R$-35 pelo o serviço.
A história não convenceu os Policiais, tendo vista, várias contradições do casal. Ela afirmou que a droga havia sido pego em Santa Cruz, já ele disse que veio de Parnamirim, diante das contradições o delegado, Dr. Antônio Pinto, autuou o jovem pelo o artigo 33 (Tráfico de drogas) e como não temos estrutura para receber mulheres, ela foi ouvida como testemunha e liberada, mas poderá responder pelo o mesmo crime.
O veículo Astra de placas JUO-9729/ Parnamirim pertence ao marido da tia da jovem Isabele. Ele nos confirmou que o casal pegou o veículo emprestado na manhã de hoje para ir até a cidade de Santa Cruz pegar uma encomenda do Márcio e que não deram mais notícias durante todo o dia, até a hora da prisão.

Fonte: PM Currais Novos

CRONOGRAMA SEMANAL DA MÉDICA DR(A) Teresa Raquel de Lima Costa


Esse é o Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de São Francisco do Oeste como ver a pagina  esta fora do ar há vários meses e nada foi feito, que coisa não .


MPEduc: Em audiência pública, MPF e MP/RN expõem problemas na educação de Ipanguaçu

O projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) promoveu nessa quinta-feira, 23, sua segunda audiência pública na região do Vale do Açu, no Rio Grande do Norte. O evento realizado na cidade de Ipanguaçu reuniu diretores, professores, alunos e comunidade. As informações coletadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público Estadual (MP/RN), quanto aos principais problemas enfrentados nas escolas municipais e estaduais de Ipanguaçu, servirão de base para a adoção de providências judiciais e extrajudiciais.

Durante mais de quatro horas, o procurador da República Victor Queiroga e a promotora de Justiça Kaline Cristina coordenaram a audiência, que contou ainda com representantes das secretarias de educação do Município e do Estado, vereadores, conselheiros escolares, Sindicato dos Professores e pais dos alunos. Kaline Cristina apresentou detalhes do funcionamento do MPEduc aos presentes e Victor Queiroga repassou a todos os dados referentes aos repasses recebidos pelo Município de Ipanguaçu, para gastos e investimentos em educação, nos últimos anos.

Ao todo, os valores totalizam R$ 5,2 milhões, oriundos do Governo Federal, através de programas voltados para merenda escolar, transporte dos alunos, gestão das escolas, desenvolvimento da educação básica, entre outros. “É fundamental que a sociedade acompanhe como esses recursos estão sendo investidos”, destacou o procurador da República.

Os representantes do Ministério Público falaram sobre os vários problemas detectados nas vistorias realizadas às escolas do município, na semana anterior. Foram apresentadas fotos de colégios com infiltração nos banheiros; estruturas necessitando de reparos; salas de informática e multifuncionais sem funcionar; além de alimentos vencidos e frutas estragadas para a merenda escolar.

A promotora e o procurador encontraram ainda escolas sem biblioteca e sem quadras esportivas e, até mesmo, esgoto sendo lançado “in natura”, sem contar a falta de livros didáticos e de professores em todas as disciplinas. Durante a audiência, alunos leram um poema falando sobre essas dificuldades e criticando o calor excessivo de algumas salas de aula, devido à falta de ventiladores, bem como a má qualidade dos quadros, goteiras e problemas nos pisos, deixando claro o desejo de terem uma melhor estrutura para poderem aprender.

Compromissos - Os representantes do MPF e do MP/RN esclareceram que a próxima etapa do MPEduc em Ipanguaçu será a de analisar o material coletado, para decidir sobre a adoção de providências judiciais e extrajudiciais que possam solucionar ou minimizar os problemas constatados. Já na audiência, a Secretaria Municipal de Educação se comprometeu a distribuir, dentro de um mês, mais de 30 ventiladores já adquiridos e alguns freezers para melhorar a estrutura das escolas.

“A educação no município de Ipanguaçu precisa de grandes melhorias e isso é inegável. Infelizmente, o prefeito não se fez presente nesse momento de discussão sobre os problemas detectados pelo Ministério Público na educação do município por ele administrado, mas, mesmo com a ausência daquele que era para ser o primeiro a participar do evento, podemos considerar que a audiência foi exitosa”, destacou Victor Queiroga.

Ele lembrou que, graças à audiência, foi possível não só expor as dificuldades existentes na educação pública à comunidade local, como também colher subsídios da população para que o MPF e MP/RN possam atuar, inclusive apresentando recomendações e propostas para a melhoria da qualidade do ensino.

Santa Cruz – O projeto MPEduc já promoveu audiências públicas em quatro cidades do Rio Grande do Norte: Cerro Corá, Lagoa Nova, Itajá, além de Ipanguaçu. Uma nova reunião, na próxima quinta-feira, dia 30, marcará o ingresso de outras duas cidades no projeto, Santa Cruz e Coronel Ezequiel.

O MPEduc é um projeto nacional desenvolvido em várias etapas. Após reuniões iniciais, um questionário é submetido aos secretários de educação, diretores, professores e conselheiros escolares, para montar um diagnóstico geral a respeito das condições das escolas de cada município. Esse trabalho é complementado com vistorias e com as audiências públicas, nas quais a população pode transmitir aos representantes do MPF e MP/RN os problemas enfrentados e sugerir soluções.

Concluído o diagnóstico, MPF e MP/RN emitem recomendações aos gestores, indicando as ações necessárias à melhoria da qualidade do ensino. Posteriormente, novas audiências públicas serão marcadas para apresentar os resultados obtidos.

http://www.prrn.mpf.mp.br/grupo-asscom/noticias-internet/mpeduc-em-audiencia-publica-mpf-e-mp-rn-expoem-problemas-na-educacao-de-ipanguacu

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no RN

Fones: (84) 3232-3960 / 9119-9675
 O COBRA NO AR 27/04/2015


Primeiramente queria agradecer a Deus por tudo que tem mim concebido e pelo pai que eu tive uma pessoa simples humilde e que sempre acreditava no melhor. Hoje já não se encontra entre nós, mas deixou sua história o seu legado sou prova disso, aos seus amigos e familiares agradeço o reconhecimento que com ele tiveram e que estiveram no seu sepultamentos lhe prestando o ultimo adeus só tenho a agradecer, e os que de forma leviana e satânica deram graças a Deus por sua morte não se preocupe a de vocês também viram.

Hoje assumo a direção do Blog do Cobra com o dever de continuar a memoria do meu pai “FRANCISCO DI ASSIS LEITE ” mais viva do que já era, serei justo quando preciso e sempre verdadeiro doar a quem doer. 



Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.

Nelson Mandella

domingo, abril 19, 2015

Prisões da Operação Salt decorreram de pedidos do MPF em Mossoró

Investigações levaram à denúncia contra 20 pessoas ligadas ao “Grupo Líder”. Prejuízo aos cofres públicos pode chegar a mais de R$ 500 milhões

Os mandados de prisão cumpridos nesta sexta-feira (17) pela Polícia Federal em Mossoró, dentro da terceira etapa da chamada Operação Salt, resultaram de ações ajuizadas pelo Ministério Público Federal (MPF), que apresentou quatro denúncias por lavagem de dinheiro, uma denúncia por organização criminosa, uma denúncia por falsidade ideológica e um pedido de prisão preventiva, envolvendo um total de 20 pessoas (ver lista abaixo). O grupo é acusado de integrar uma organização criminosa que, desde 1990, especializou-se em praticar os crimes de sonegação fiscal, apropriação indébita previdenciária, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Por meio de um grande emaranhado de empresas, muitas delas de “fachada”, o chamado Grupo Líder conseguiu sonegar mais de R$ 500 milhões. As ilegalidades já haviam levado a Polícia Federal a deflagrar outras duas operações, sendo uma delas em dezembro de 2013 (Operação Salt I) e a segunda em 26 de março deste ano (Operação Salt II).

“Muito embora algumas das empresas do grupo (ver lista abaixo) ostentem patrimônio e receita para saldar suas obrigações tributárias, a organização se utiliza do artifício de criar empresas que só existem no papel, inclusive constituídas a partir da utilização de 'laranja', para garantir o livre ingresso de receitas nos caixas do grupo, assim como o branqueamento de bens, mediante complexo esquema de blindagem patrimonial contra as ações da Receita Federal do Brasil”, destacam as ações, de autoria dos procuradores da República Aécio Tarouco e Emanuel Ferreira.

De acordo com as investigações, o Grupo Líder teria como “matriz” a empresa Tecidos Líder Indústria e Comércio Ltda., autuada pela Receita Federal pela primeira vez em 2004. Tal grupo protegeria o seu patrimônio dos órgãos ficais e de todos os seus credores, mediante sobreposição de empresas, sucessão empresarial, confusão e transferência patrimonial, dissolução irregular de diversas sociedades e interposição de pessoas como sócias das empresas.

O grupo desenvolve atividades na indústria de plástico, tecidos, resinas, extração de sal, revenda de combustível, de veículos, construção civil, transportes, maricultura, nos mesmos estabelecimentos simultânea e, por vezes, sucessivamente sob uma mesma unidade de comando e direção.

Funcionamento – Investigações da Fazenda Nacional concluíram que os valores monetários e bens não permaneciam nas empresas ditas “sujas”, com muitas dívidas com o Fisco e credores em geral. Eles eram continuamente transferidos a novas pessoas jurídicas, com a constituição formal de diversos CNPJs, vinculados aos mesmos CPFs ou aos CPFs de “laranjas”, geralmente familiares e empregados de Edvaldo Fagundes de Albuquerque, figura central da organização.

Das cinco denúncias apresentadas até agora, uma delas diz respeitos ao crime de falsidade ideológica, três a lavagem de dinheiro e uma quinta está relacionada ao crime de organização criminosa. As investigações envolvendo o Grupo Líder continuam em andamento, especialmente em relação ao crime de sonegação fiscal.

Em relação ao crime de apropriação indébita previdenciária, o MPF em Mossoró já ajuizou 11 denúncias, envolvendo diversas das empresas que integram o Grupo Líder, em momento anterior à operação denominada Salt.

Envolvidos:

Núcleo Administrativo (detinha o poder de mando)

1. Edvaldo Fagundes de Albuquerque
2. Ana Catarina Fagundes de Albuquerque
3. Edvaldo Fagundes de Albuquerque Filho
4. Eduardo Fagundes de Albuquerque
5. Rodolfo Leonardo Soares Fagundes de Albuquerque
6. Zulaide de Freitas Gadelha

Núcleo Contábil (responsável por instrumentalizar formalmente a constituição de diversas empresas fantasmas do grupo, contribuindo decisivamente para os delitos cometidos)
1. Tupinambá de Paiva Carvalho

Núcleo Operacional (composto pelas interpostas pessoas aliciadas pelos líderes da organização, compondo os popularmente chamados “laranjas”
1. Antônia Martins de Araújo
2. Antônio Fagundes de Albuquerque Neto
3. Carla Lígia Leite Barra
4. Denise de Souza Borges
5. Felipe Vieira Pinto
6. Genival Silvino de Sousa
7. Ivan Freitas da Silva
8. Jerônimo Antônio Ferreira Neo
9. Jose Bonifácio Dantas de Almeida
10. Manoel Inovilton de Paiva
11. Marcos Reigracion Borges
12. Miguel Ângelo Barra e Silva
13. Sebastião Aécio Borges

Empresas envolvidas:
1. ESS Empresa de Serviços Salineiros
2. EBS – Empresa de Sal LTDA
3. Diamante Cristal Indústria e Comércio de Sal LTDA – ME
4. Refinassal Indústria e Refinação de Sal LTDA
5. Líder Comércio e Indústria de Alimentos LTDA
6. West Import´s e Comércio LTDA
7. CBC Indpustria de Termoplástico Amazônia LTDA
8. Locmaquip Locadora & Construtora LTDA
9. Premolds Indústria & Comércio LTDA
10. EFA Gestão de Negócio LTDA
11. Revendedora de Combustível Portalegre LTDA
12. Realplast Indústria e Comércio LTDA
13. Comércio de Produtos de Petróleo Líder LTDA
14. Líder Comércio de Combustível de Lubrificantes LTDA
15. Revendedora de Combustíveis Portalegre LTDA
16. Ciemarsal Comércio e Indústria e Exportação de Sal LTDA
17. Ilha Refinaria de Sal LTDA
18. Dmarket Indústria e Comércio de Artefatos Plásticos LTDA
19. Tecidos Líder Indústria e Comércio LTDA
20. Rafitex Rafia têxtil LTDA
21. F.A. Veículos, Peças e Agenciamento LTDA

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no RN

Fones: (84) 3232-3960 / 9119-9675
Ação do MPF resulta em condenação de envolvidas em fraudes ao salário-maternidade

Um total de 131 benefícios indevidos foram concedidos em troca de pagamento e de votos para candidata a vereadora de João Câmara

Uma ação penal do Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) resultou na condenação de duas envolvidas na concessão fraudulenta de 131 benefícios de salário-maternidade, no ano de 2004 no Município de João Câmara. Gilzamar Silva do Nascimento e Francisca Varela do Nascimento foram sentenciadas a sete anos e nove meses de reclusão, em regime inicialmente semiaberto, além de multa. Da sentença cabem recursos e o MPF já apresentou apelação, buscando elevação das penas.

A denúncia é de autoria do procurador da República Rodrigo Telles. O representante do MPF aponta que, entre junho e setembro de 2004, as duas condenadas se envolveram na concessão fraudulenta dos benefícios, por intermédio da filha de Gilzamar Silva, que tinha 17 anos à época e estagiava na agência do INSS de João Câmara.

As fraudes eram praticadas pela adolescente em troca de dinheiro (R$ 100 por cada benefício) e de votos para sua mãe, vereadora e candidata à reeleição na campanha de 2004. Francisca Varela, conhecida como “Nininha”, colaborava com o esquema viabilizando a obtenção de documentos falsos. Ela trabalhava no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de João Câmara e tinha conexões com funcionários do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Poço Branco.

Gilzamar Silva e Francisca Varela foram condenadas por estelionato, artigo 171 do Código Penal, e a apelação do MPF questiona o fato de a decisão judicial ter deixado de levar em consideração alguns agravantes, resultando em uma “dosimetria módica da pena privativa de liberdade e do número de dias-multa”.

Para o MPF, “ficou sobejamente demonstrado que, além de ser a principal beneficiária de todo o esquema, Gilzamar Silva do Nascimento também era a mentora intelectual dos delitos. Era ela quem promovia – em regra, dos bastidores – a cooperação no crime e dirigia a atividade dos demais agentes, principalmente de sua filha (...)”. Em sua apelação, o Ministério Público Federal requer para a ex-vereadora uma pena superior a oito anos de reclusão, em regime inicial fechado.

Fraudes e confissão - A filha de Gilzamar Silva foi estagiária da agência do INSS em João Câmara, entre 2003 e 2004. Ela aproveitou o acesso aos sistemas informatizados, utilizando senhas do chefe da agência e de outro servidor, e concedeu irregularmente os 131 benefícios de salário-maternidade, inserindo informações e dados falsos e juntando, em alguns casos, até mesmo documentação falsa, para comprovar suposto exercício de atividade rural por parte das beneficiadas.

Francisca Varela trabalhava no Sindicato dos Trabalhadores Rurais e procurou a adolescente para propor uma parceria. “Nininha” participava do esquema arregimentando beneficiárias e fornecendo documentação falsa. As reuniões com as pessoas que receberiam os benefícios e com Francisca Varela eram realizadas na residência de Gilzamar Silva.

A ex-estagiária, assistida por sua mãe, firmou declaração pela qual foi confessado todo o esquema de fraudes, evidenciando que a motivação de tais crimes, além do lucro, era a obtenção de votos para a então candidata. No Relatório Final apresentado dentro de um Procedimento Administrativo Disciplinar, o prejuízo decorrente das fraudes foi estimado em R$ 116.360,75, em valores não atualizados. O cálculo, porém, considerou apenas 128 dos 131 benefícios irregulares.

O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0004497-18.2011.4.05.8400.

http://www.prrn.mpf.mp.br/grupo-asscom/noticias-internet/acao-do-mpf-resulta-em-condenacao-de-envolvidas-em-fraudes-ao-salario-maternidade


Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no RN
Fones: (84) 3232-3960 / 9119-9675

© 2015 Microsoft Termos Privacidade e cookies Desenvolvedores Português (Brasil)

São Francisco do Oeste realiza Conferência Municipal de Educação

Prefeitura Municipal de São Francisco do Oeste, através da Secretaria Municipal de Educação, realizou nesta sexta-feira (17), a Conferência Municipal de Educação. O evento aconteceu nas imediação da Escola Municipal "7 de Setembro", que contou com dezenas de pessoas, entre elas profissionais da educação, autoridades e representantes da sociedade civil. 

De início, aconteceu a sessão solene de abertura da Conferência, formando-se a mesa, contando com a presença da Prefeita Municipal Gildene Barreto, a Vereadora Preta, representando seus colegas da casa legislativa, o Secretário de Educação - Gardrian Ferreira e ainda Diretores e Coordenadores de Educação. 

O artista da terra - Aldenor, ressoou com seu acordeon o Hino Nacional Brasileiro, e logo em seguida, os alunos do 6° ao 9° ano da Escola Municipal "7 de Setembro" abrilhantaram o evento, cantando em coral o Hino da referida instituição. 

Prefeita Gildene em suas palavras assegurou que esse ano será voltado para a educação, contando com investimentos na área. "Realizar essa conferência é uma forma de oferecer aos participantes aproximação com as mudanças que vem acontecendo atualmente na educação". finalizou ela, declarando aberta da Conferência Municipal. 

Secretário de Educação - Gardrian Ferreira também saudou a todos os participantes da eventualidade, deixando sua mensagem. "Discutir a educação que queremos, e de que forma vamos trabalhar para que seja implementada, é o nosso grande desafio. Por isso esse encontro é de suma importância, por ser uma oportunidade de debater educação com quem faz educação no município", afirmou. 

Após o "Coffee Break" oferecido aos participantes, a Professora Glaydstônia Freitas fez a apresentação do Tema: Desafios para uma Educação Pública e de Qualidade. Passando a bola para o Dr. em Educação e Avaliador Educacional - SASE/MEC - Allan Solano, conferencista que palestrou sobre o Tema: Planos Municipais de Educação: Construindo a Próxima Década.

A Equipe Técina de Elaboração do PME realizou a apresentação do diagnóstico e das metas do município, juntamente com o estudo e estratégias da mesma. Finalizando, houve a aprovação do texto-base e a leitura da Ata da Conferência, encerrando o evento. 


















Via Blog Seem Censura

quarta-feira, abril 15, 2015

O COBRA NO AR VIA BLOG NOSSO PARANARN 15 04 2015

Arez/RN: Quatro homens morrem após confronto com Polícia


Foi na tarde desta terça-feira, 14, que policias civis da delegacia de Pedro Velho, Arez e Policiais Militares da Praia de Pipa, se reuniram logo após saber denúncias de que havia dois foragidos da justiça na região.

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar ao 190rn, chegando ao local, os policiais foram recebidos com disparos e revidaram. Quatro criminosos foram baleados e morreram no local. Apenas um menor de idade foi apreendido.

Até o momento eles foram identificados como Moises Lindolfo Silva ( mandado de prisão por homicídio), Rodrigo Nascimento da Silva (foragido do sistema penitenciário, mandado de prisão por homicídio),Estevão Henrique (suspeito de cometer um atentado e balear um na cidade essa semana), e Luan.
Os policiais apreenderam uma espingarda 12, uma pistola .40, crack, maconha, e um colete balístico.

*190rn.com

MUDANÇAS DE ATITUDES QUE PODE DAR CERTO,SÓ DEPENDE DE VOCÊS:FICA A NOSSA DICA

Fotos da reunião para formação do comité gestor que vai Coordenar os trabalhos de perfuração de 3 poços com Instaiação, Projeto do governo federal e Estadual. Uma ideia que deve ser escutada seriedade o k rapaziada. 

O STTR faz parte deste Comité. 


 






FUGINDO DA VEIA DA FOICE


Alo seguidores do blog da cobra.

Ficamos fora no ar por estes dias e ainda vamos ficar por mais alguns tendo em vista que estou me curando de uma patologia. Deve ter gente morrendo de saudade das minhas redações e outros se sentindo aliviados.

A veia da foice andou me rodeando mais não dessa vez eu escapuli dela kkkk.

terça-feira, abril 14, 2015

Ex-prefeita de Santo Antônio é condenada por improbidade administrativa

Ministério Público Federal integrou polo ativo da ação que apontou atraso em prestação de contas e supressão de documentos da Prefeitura.



A ex-prefeita de Santo Antônio Liliane Régis Ribeiro Coutinho Barbalho Silva foi condenada por atraso na prestação de contas e pela supressão de documentos relativos a um convênio assinado com o Ministério da Saúde, em 2005, para construção de um posto de saúde no município. Movida inicialmente pela Prefeitura de Santo Antônio, o Ministério Público Federal (MPF) e a União também integraram o polo ativo da ação de improbidade. Da sentença ainda cabem recursos.

Ao atrasar a prestação de contas e suprimir da Prefeitura os documentos relativos ao convênio, a ex-prefeita impediu que o seu sucessor regularizasse a situação do Município frente ao Ministério da Saúde, o que resultou na inscrição da Prefeitura de Santo Antônio no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), ficando temporariamente impedida de firmar novos convênios e mesmo receber parcelas dos já assinados.

A sentença judicial acompanhou as alegações finais apresentadas pelo MPF, de autoria da procuradora da República Cibele Benevides Guedes da Fonseca. O posicionamento do Ministério Público Federal pela condenação da ex-prefeita se baseou no fato de Liliane Régis ter sonegado “toda a documentação relacionada ao convênio”, só a remetendo três anos e seis meses após o prazo legal, sendo que, “mesmo assim, tal documentação não se mostrou apta para comprovar a boa e regular utilização da verba federal”.

Em sua decisão, o juiz Federal Magnus Delgado ressaltou: “Acontece que a prestação de contas do emprego da verba recebida para construção do posto de saúde foi muito tardia e provocou muitos transtornos”, acrescentando que “as contas deveriam ter sido providenciadas até 20/07/2009 e só o foram em 2013”, sendo que a obra do posto de saúde foi concluída ainda em 2008.


Liliane Régis foi condenada à perda da função pública que porventura exerça; suspensão dos direitos políticos por três anos; multa de R$ 5 mil; e proibição de contratar com o poder público pelo prazo de três anos. O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0010899-86.2009.4.05.8400.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no RN
Fones: (84) 3232-3960 / 9119-9675


sábado, abril 11, 2015

O COBRA NO AR VIA PAGINA DA AGENCIA BRASIL: 11/04/2015

Nova fase da Lava Jato investiga fraudes em contratos da Saúde e da Caixa.

Ivan Richard e Ana Cristina Campos - Repórteres da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante.

A 11ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje (10) pela Polícia Federal, investiga a existência de um esquema criminoso de fraude em contratos de publicidade do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica Federal. Segundo a PF, as novas investigações revelam que o deputado cassado André Vargas (sem partido-PR) é suspeito de receber propina da agência de publicidade Borghierh Lowe Propaganda e Marketing Ltda., responsável pelas contas publicitárias do banco estatal e do Ministério da Saúde.

Polícia Federal começa hoje nova fase da Operação Lava Jato, com a prisão de sete pessoas Marcelo Camargo/Agência Brasil.


Saiba Mais.

Nova fase da Lava Jato prende três ex-deputados

Ministério da Saúde vai investigar esquema denunciado na Lava Jato

André Vargas foi um dos sete presos hoje pela PF. Além disso, a Justiça Federal no Paraná decretou o sequestro de uma casa do ex-deputado em Londrina (PR). Além do ex-petista, foram presos preventivamente os ex-deputados federais Luiz Argôlo (SD-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE) – condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Foram levados ainda para a Superintendência da PF, em Curitiba, Leon Vargas, irmão de André Vargas, Ivan Vernon da Silva Torres, Elia Santos da Hora (secretária de Argôlo) e Ricardo Hoffmann, diretor da agência Borghierh Lowe Propaganda.

“Em síntese, a agência de publicidade Borghierh Lowe Propaganda e Marketing Ltda teria contratado serviços das empresas E-noise, Luis Portela, Conspiração, Sagaz e Zulu Filmes para a realização de serviços de publicidade para as referidas entidades públicas [Caixa e Ministério da Saúde], e as orientado a realizar pagamentos de comissões de bônus de volume nas contas das empresas Limiar e LSI controladas por André Vargas e seus irmãos”, informa trecho do despacho do juiz federal 13ª Vara Federal de Curitiba Sérgio Moro, responsável pelos processos decorrentes da Lava jato.

Deflagrada em março do ano passado para investigar um esquema de corrupção em contratos da Petrobras envolvendo as maiores empreiteiras do país, além de partidos e agentes políticos, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal passam, agora, a investigar esquemas criminosos em contratos em outros órgãos públicos sem relação direta com a estatal de petróleo. “A partir de agora, os contratos de publicidade passam a ser um dos focos de investigação da Lava Jato”, disse o delegado federal Márcio Anselmo.

Presos hoje, os ex-deputados federais Luiz Argôlo e Pedro Corrêa são suspeitos de receber propina do doleiro Alberto Youssef oriunda de fraude em contratos da Petrobras. Argôlo também é apontado pelo MPF e pela PF como sócio de Youssef. O ex-parlamentar baiano foi citado no ano passado, mas, como tinha foro privilegiado, as investigações foram interrompidas e retomadas após ele deixar o Congresso.

O Ministério da Saúde informou que divulgará uma nota sobre o assunto. A Caixa disse que abrirá apuração interna para averiguar os fatos e que encaminhará imediatamente todos os contratos relacionados às empresas citadas à Controladoria-Geral da União, Polícia Federal e ao Ministério Público. A empresa de publicidade Borghierh Lowe Propaganda e Marketing Ltda. não atendeu às ligações da Agência Brasil.


CHARGE DE SINFRÔNIO NO DIÁRIO DO NORDESTE CEARA 11 DE ABRIL DE 2015


ANIVERSARIANTES DO DIA 11 DE ABRIL DE 2015: FÁBIO SORES, ERONILDO LEITE E JOCIEL SILVA: RECEBAM OS PARABÉNS PELA DATA COM MUITA SAÚDE E PAZ.


Ajude Fábio Junior Soares, Eronildo Leite e Jociel Silva a comemorar seus aniversários
Sábado, 11 de abril.


Eronildo Leite.


Fábio Junior Soares, 


Jociel Silva 

sexta-feira, abril 10, 2015

VOU ALI E VOLTO AMANHA SE DEUS PERMITIR, ATE LA

COLUNA PRA INICIO DE CONVERSA 10 DE ABRIL DE 2015.

Sessão na Camará de Vereador esteve bastante agitada hoje:

Os Debates na Camará Municipal de São Francisco do Oeste esteve bem acalorado hoje pela cobrança do Vereador Raimundo da Farmácia, falando em relação à Saúde no Município, olha senhores, o Vereador tem em Mãos esta documentação que nos enviou para Publicação. Leia com atenção e tire suas conclusões.

 




STF autoriza prisão do ex-deputado Pedro Corrêa, investigado na Lava Jato.

André Richter - Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso autorizou hoje (10) a efetivação do mandado de prisão e a transferência do ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) para a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba.

O pedido foi feito pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato. Corrêa teve mandado de prisão expedido nesta manhã, na 11ª fase da Lava Jato, mas a prisão precisava ser autorizada pelo STF porque o ex-deputado cumpre pena em regime semiaberto, em Pernambuco, pela condenação na Ação Penal 470, o Processo do Mensalão. Barroso é responsável pela execuções penais dos condenados no processo.

No despacho em que determinou a prisão, Moro disse que Pedro Corrêa é recorrente em escândalos políticos. O juiz fundamentou a ordem de prisão no risco à ordem pública e disse que há indícios de que o ex-deputado continuou recebendo propina do esquema de desvios da Petrobras, mesmo durante o julgamento da Ação Penal do Mensalão, no STF.

A defesa de Corrêa informou que não vai se manifestar até tomar conhecimento das acusações.

Plantão Policial:

Na área policial parece tranquila sem alteração da ordem pelo menos ate agora, não se sabe daqui pra frente, ficar de olho ainda é uma boa estratégia. bom trabalho pessoal da Policia.


RECORDEM AI AS COISAS DO PASSADO QUE AINDA EXISTE UMAS NO DESPREZO, OUTRAS RECUPERADAS














DOCUMENTAÇÂO PARA ENCAMINHA SALARIO MATERNIDADE OU AUXILIO DOENÇA

DOCUMENTAÇÂO PARA ENCAMINHA SALARIO
MATERNIDADE OU AUXILIO DOENÇA

-. Certidão de Nascimento ou Casamento;
-. CPF, Identidade, Carteira Profissional e Titulo Eleitoral;
-. Prontuário Familiar;
-. Requerimento de Matricula dos Filhos, se tiver;
-. Ficha de Emergência, se tiver;
-. No caso de auxilio doença Atestado Médico.
-.No caso de Salário Maternidade Declaração de
Nascido Vivo e Certidão de Nascimento.
-. Carteira do Sindicato, se tiver, não tendo será
necessário fazer; para fazer a inscrição no sindicato,
trazer 2 fotos 3 x 4 e os documentos citados
-. Guia de Contribuição Sindical; se tiver;
-. Incra Atual da terra onde trabalha;
-. Contrato de Parceria ou Comodato Rural;
-. Declaração do Proprietário;
-. No Mínimo um documento contemporâneo
que prove ser agricultor(a)
-. Declaração de 3(Três) confrontantes da terra
onde trabalha e copia ITR de cada um deles

OBS: 02 Xérox de Cada Documento

Postagens populares